quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Eu estive lá...

Desde que comecei a divulgar os meus passeios ao longo da Linha do Tua, tenho recebido mensagens de muitas pessoas que já fizeram o percurso e de outros que pretendem fazê-lo. Há quem viaje de comboio mas também muitos amantes do ar livre, que fazem questão de percorrer a Linha, toda, ou em parte, a pé!
Decidi abrir um espaço para que, todos os que queiram, possam colocar questões, fazer comentários ou partilhar experiências e/ou sentimentos que viveram ao longo da Linha do Tua.
Podem fazer os comentários directamente no Blog, ou mandar-me um email (alinhaetua@gmail.com) com algumas linhas de texto e fotografias para eu publicar, aqui.

10 comentários:

Jorge Nogueira disse...

Olá,
Parabéns pela iniciativa de criar este Blog.
A Linha do Tua tráz-me boas recordações, embora na altura não me sentisse nada satisfeito com a lentidão com que as locomotivas se deslocavam.
De 1984 até 1990,fui um frequentador assíduo de fim de semana desta linha, quando o Serviço Militar me "obrigava" a deslocar de Bragança até vários locais do País! O Comboio sempre apinhado de gente nova e velha também! As correrias na mudança de linha do Douro para o Tua e vice-versa, para apanhar um lugar. Bons amigos ali conheci, muitas histórias ali ouvi...Sonos embalados pelo passar das travessas...Recordações!
Agora vejo esta linha de uma maneira completamente diferente, vejo-a como uma mais valia para o desenvolvimento turístico do Nordeste Transmontano! Não acabem com este meio de conhecimento do interior, que ainda serve alguns para se transportarem entre aldeias...Pena na altura não ter tirado fotografias...
Mas agora posso ver algumas neste Blog, fico agradecido por isso.
Obrigado
Abraço

at ento disse...

"Viverparambos" também lá esteve, mais uma vez, desta feita saídos mesmo da Aldeia de Parambos fazendo a percurso, a pé, pelo Castanheiro e de pois ao Apeadeiro do mesmo nome, seguindo, depois, pela Linha até à Estação do Tua, como está a ser documentdo no nosso Blog.
Achamos esta ideia pertinente pois todos não seremos demais para que a divulgação se faça e realce as belezas agrestes e naturais, radicalmente ali no sereno vale do Tua, que nenhum homem deveria ter, no futuro, na consciência o pesadelo de as ter "afogado"
Vamos unir forças e fazer a caminhada possivel.
Saudações
At Ento

MGomes disse...

Fiz pela primeira vez o percurso Tua - Mirandela no passado mês de Agosto e as primeiras impressões que acho por bem aqui dizê-las é que existem patrimónios que nunca poderão ser destruídos ou deixados ao abandono! A Linha do Tua, eventualmente merecerá ser alvo de melhoramentos para garantir uma maior segurança a todos os que por ali se deslumbram com aquela paisagem única, mas jamais em nome do desenvolvimento a poderão riscar o mapa de uma das zonas mais bonitas de Portugal!

Um Abraço

Anónimo disse...

Acabadinho de chegar a casa... e já posso dizer... eu fiz a linha do Tua a pé ehehehheheh

Duas etapas, primeiro dia do Tua à Brunheda e no segundo de Brunheda a Mirandela.

Adorei!

Ricardo
rikardo@rikardo.org

Anónimo disse...

Eu tenho vários vídeos da viagem completa Tua-Mirandela nas antigas napolitanas puxadas pelas locomotivas Ashlom 9020. Só consegui fazer a viagem no dia após o encerramento Mirandela-Bragança.
Pena terem tirado essas composições e mudarem os horários e meterem a porcaria dos metros sem WC tipo autocarros.
Tenho também filmado viagens completas nas antigas automotoras jugoslavas Drulovick na linha do corgo, agora encerrada por perigosidade, e tb das Nohab da linha do tâmega.
Estragaram as linhas todas.
Já li no Jn, que o governo deu o aval da barragem do TUA, e há um estudo de uma barragem tb no CORGO.

Anónimo disse...

EU TAMBEM JA PERCORRI A LINHA DO TUA,ESTIVE LA,POR ISSO A LINHA E TUA E MINHA E DE TODO O MUNDO.....

fábio grande braga disse...

olá´
sou de Braga e estou a trabalhar em Mirandela alguns meses e estou completamente apaixonado pela linha do Tua, como é possivel acabarem com esta fantastica linha, com paisagens lindas, resumindo uma das maravilhas do mundo, não conhecia a linha do Tua só mesmo pela tv e agora que tenho oportunidade de a conhecer não tenho perdido a oportunidade e tenho visitado todos os apeadeiros e só vos digo fantastico, tenho dezenas de fotos, agora só queria fazer a linha a pé.....

Adriana disse...

Rasgar Horizontes!
Graças a este blogue, que agradeço, pude conhecer um dos sitios mais belos de Portugal. Fiz ontem, dia 28, uma caminhada pela linha, desde a Estação de S. Lorenço a Foz-Tua. A nossa caloirice (eramos onze, incluindo o meu filho de 9 anos), fez-nos começar a caminhada já pela 11h30m, apanhando assim a hora de maior calor. Mas penso que, apesar das dificuldades que tivemos que vencer, a experiência foi enriquecedora para todos. A beleza da paisagem é de cortar a respiração! Nunca esquecerei o som do rio Tua a correr! Já quase não sabia o que era o som dum rio, pois estão quase todos aprisionados...A determinada altura, o grupo dividiu-se em dois, um mais dianteiro, que, com o cansaço já tinha medo de parar e não ter forças para recomeçar, e outro mais para trás, também cansados, mas que queriam ir apreciando a beleza envolvente. O que só se consegue parando um bocado, pois a caminhar tem que se ir sempre a olhar para as traves. Nesse momento, aproveitei e caminhei um bom pedaço sózinha, entre os dois grupos. Fui fazendo então também uma viagem interior...O sol escaldante fazia-me imaginar um travessia do deserto...Falei com Deus, e fomos assim um pedaço a conversar... Da beleza da natureza, da capacidade que deu ao homem para vencer essa mesma natureza e construir uma linha férrea naquele local, da ambição desmedida do homem, que depois destrói a criação de Deus e a sua própria criação, da ´minha capacidade de resistência, e de tantos que por esse mundo fora têm que caminhar quilómetros à procura de água potável, por exemplo. Esta nossa conversa foi interrompida pela picada dum insecto, que me fez dar um grito tão grande (não sei que insecto foi,mas era preto, e doeu mesmo a sério!), que parei e me fez esperar pelo grupo de trás. A partir daí fomos sempre juntos. Viria então a parte pior. A parte já sem traves, só com cascalho, fruto das obras da barragem que começou mesmo. E que não acredito que parem. Infelizmente! Só espero que a linha não fique toda submersa. O bichinho de conhecer o resto ficou cá dentro! Agora de S. Lourenço para cima, no sentido de Mirandela. Ainda ouço o rio! E quero adormecer embalada por ele! As fotografias serão partilhadas depois. A fotógrafa não era eu, nem sei como fazer para as introduzir aqui. Mas alguém do grupo de há-de ajudar um dia destes.
Estou já cheia de saudades...

TS o Cister Monge disse...

em 2013 fiz a primeira parte da Linha do Tua, até Brunheda...mais do que as palavras, ficam as imagens que por si só revelam toda a imensidão desta Linha e de tudo o que a rodeia. neste link podem ver toda a minha foto-reportagem http://www.cistermongetonys.blogspot.pt/2013/11/periplo-pelas-antigas-vias-ferreas-do.html

Joaquim Cavaleiro disse...

J.Cavaleiro
Quero felicita-lo pelo excelente trabalho feito pelo vale do Tua.
Também agradecer todas as informações contidas neste blogue, porque com base nelas, vai realizar-se sábado, 17 do corrente mês, uma caminhada fotográfica entre Castanheiro e Brunheda, com começo por volta das 9 h e 45 m.
Embora tenha vivido sempre na zona norte do país, a nostalgia do Tua tem motivo; fiz lá a primária, pois o meu pai como ferroviário por lá esteve entre 1962 e 1965.
Os meus sinceros agradecimentos